QUEM SOMOS

GRUPO EUFÉMIAS

 

Colectivo de seis mulheres de Portugal, Argentina e Brasil, constituído por Catarina Amaral (PT), Catarina Sobral (PT), Elsa Maurício Childs (PT), Mafalda Alexandre (PT), Poliana Tuchia (BR) e Stefania Macua (AR). Este grupo de actrizes, investigadoras, professoras, pedagogas e produtoras encontrou-se no âmbito de um trabalho de reflexão artística nas vertentes do Teatro Laboratório e do Teatro Comunitário. Nesse encontro, tornou-se evidente a necessidade de criar um projecto que fomentasse a reflexão crítica sobre o universo das mulheres nas artes performativas e que permitisse dar voz a perspectivas diversas ligadas à construção de identidades e à questão de género. 

Durante o primeiro confinamento, em 2020, o grupo reuniu-se semanalmente e começou a idealizar a primeira edição do Festival Eufémia, que viria a realizar-se em Outubro de 2021. Depois dessa primeira jornada e das primeiras pedras terem sido lançadas, muitas foram as vozes que nos perguntaram quando seria a segunda edição. O grupo Eufémias é um colectivo jovem no que toca à programação, mas com clara noção da necessidade de abrir espaços de visibilidade para cada vez mais artistas fortemente comprometidas com a ligação entre as artes performativas e problemáticas sociais relevantes. 

Catarina Amaral

Catarina Amaral

Psicóloga, professora, investigadora e actriz. Formada em Psicologia Clínica pelo ISPA-IU, desenvolve um trabalho intenso de investigação, exploração e integração do Teatro com a Psicologia, sob a orientação de actores e actrizes, investigadores/as e encenadores como Carlos Nicolau Antunes (PT), Gil Alon (IL) e Jorge Parente (PT). Participou como actriz e performer no dISPArteatro e em projectos artísticos e educativos com grupos de teatro informais em Lisboa. Co-criou e implementou projectos na Europa e na Ásia na área da saúde mental, educação e cultura. Faz consultoria e dá formação na área psicologia e da educação e integra a equipa coordenadora da Pedagogia de Emergência de Portugal. É co-fundadora do grupo EUFÉMIAS (Rede Magdalena Portugal) e co-criadora do Festival Eufémia: Mulheres, Teatro e Identidades.

Elsa Maurício Childs

Elsa Maurício Childs

Actriz, investigadora e formadora. Licenciada em Estudos Franceses e Ingleses e Mestre (pré-Bolonha) em Estudos Americanos pela FLUL, com especialização em Literatura e Cinema. Fundou e dirigiu o projecto educativo alternativo e sem fins lucrativos Casa Verdes Anos. Fez várias formações na área do Teatro, do Teatro Playback, da relação entre movimento e a palavra improvisada, da literatura infantil, do story-telling, da educação e da produção. Trabalha, também, como assistente de encenação e dramaturga. É membro-fundadora e dirigente d’A Corda Associação Cultural. É encenadora e formadora do grupo InVerso, o projecto de Teatro Playback d’A Corda, que fundou e dirige. Pertence a 3 companhias de Teatro Playback internacionais e dá formação nesta área. É co-fundadora do grupo EUFÉMIAS (Rede Magdalena Portugal) e co-criadora do Festival Eufémia: Mulheres, Teatro e Identidades.

Poliana Tuchia

Poliana Tuchia

Actriz, palhaça, percussionista, professora e gestora cultural. Poliana Tuchia desenvolve investigações na área da improvisação cénico-musical, com foco na vertente da composição ao vivo, em tempo real. Projeta em sua pesquisa artística o cooperativismo em rede e a multidisciplinariedade. É co-fundadora do Cabaré das Divinas Tetas, uma plataforma de criação que valoriza o protagonismo feminino e LGBTQIA+ dentro do universo circense e teatral. É co-fundadora da MALTA - Mulheres da América Latina Reunidas Pelo Tambor, uma rede que mapeia e promove o protagonismo feminino na área da música percussiva. É Co-fundadora do grupo EUFÉMIAS (Rede Magdalena Portugal) e co-criadora do Festival Eufémia: Mulheres, Teatro e Identidades.

Catarina Sobral

Catarina Sobral

Formada pelo Curso de Produção/Gestão das Artes do Espetáculo, no Forum Dança (2017), frequenta o Mestrado em Estudos e Gestão da Cultura no ISCTE-IUL, encontrando-se a desenvolver a dissertação final com o tema "Acessibilidade nos Teatros em Portugal". Licenciada em Estudos Artísticos - Artes do Espectáculo, pela FLUL (2016). Concluiu o 2º ano do Curso de Formação de Actores, na Evoé – Escola de Actores (2014). Colaborou com os programadores Madalena Vitorino, Giacomo Scalisi e Miguel Abreu, em projectos ligados às artes performativas e comunidades, entre eles o Festival Todos - Caminhada de Culturas, o Teatro das Compras e o Lavrar o Mar. Colaborou com a Evoé - Escola de Actores e o Forum Dança na área de produção cultural. Em 2020, funda a Associação Mente de Cão, com a qual desenvolveu “A Gravidade de Um Pássaro”, uma peça a partir de histórias reais de migração.

Mafalda Alexandre

Mafalda Alexandre

Actriz e pedagoga. Licenciada em Artes e Humanidades pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e mestre em Teatro e Comunidade pela ESTC. Desenvolve um trabalho no sentido de criar pontes entre o Teatro e a Comunidade, focado nas temáticas de identidade, narrativas biográficas, igualdade de género e territorialidade. Fez várias formações na área do Teatro, Escrita, Música e Educação. É co-fundadora do grupo EUFÉMIAS (Rede Magdalena Portugal) e co-criadora do Festival Eufémia: Mulheres, Teatro e Identidades.

Pepa Macua

Stefania Macua

Actriz, acrobata, pedagoga e investigadora. Comunicadora Social com especialização em Processos Culturais e Educação. Completa a formação profissional em Circo Contemporáneo no Centro de Artes Circenses e Urbanas da Cidade de Santa Fé (dirigida por Gerardo Hochmann, Circo La Arena, Buenos Aires). É  especialista em equilíbrios e forma-se com mestres como Jesús Hernán Améstica (AR) e em treino da flexibilidade com Olga Aidarkina (RU). Forma-se em Antropologia Teatral e trabalha em Teatro com Ana Woolf (AR), colaboradora do Odin Teatret (DK). Em 2016, é artista residente na Escola Nacional de Circo (BR).

Co-fundadora da Companhia Mente de Cão e co-criadora, da peça “A gravidade de um Pássaro” (com Joana Pupo e Ana Woolf). É co-fundadora do grupo EUFÉMIAS (Rede Magdalena Portugal) e co-criadora do Festival Eufémia: Mulheres, Teatro e Identidades.